Músicas para salvar a sua vida; 'Gimme Shelter', The Rolling Stones (1969)


Músicas para salvar a sua vida; 'Gimme Shelter', The Rolling Stones (1969)

Faixa 1 do álbum 'Let It Bleed', de 1969.

Escrita por Mick Jagger e Keith Richard e produzida por Jimmy Miller.
'Gimme Shelter' é, ao mesmo tempo, uma das melhores e ao mesmo tempo mais amaldiçoadas canções de todos os tempos.

Keith
Richards começou a trabalhar em "Gimme Shelter" na época em que Mick Jagger estava atuando  no bizarro filme de gangsters britânico 'Perfomance', no final de 1968. Foi com as palavras perigosas de Jagger sobre a guerra do Vietnã, que a canção ganhou em clima e atitude

A canção tornou-se sinônimo de catástrofe iminente. O diretor Martin Scorsese a usouem clássicas cenas de alguns de seus filmes, como 'Os Bons Companheiros', 'Casino' e, mais recentemente, em 'Os Infiltrados', sempre em momentos em que algo perigoso estava para acontecer. Outra conexão da canção com o cinema é com o  documentário de Albert e David Maysles sobre a turnê da banda de 1969.

O título do álbum, 'Let It Bleed' acabou por corroborar com a conexão dark da canção, quando durante a turnê, ocorreu o fatídico episódio de Altamont, no dia seis de dezembro de 1969, quando o adolescente Meredith Hunter Curley, vestido em um terno verde-limão chamativo e chapado de metanfetamina, brandiu um revólver perto do palco e foi rapidamente atacado por membros da gangue Hell's Angels, que haviam sido chamados para garantir a segurança no evento. Hunter foi esfaqueado e pisoteada até a morte pelos motoqueiros enquanto as câmeras rodavam. Para muitos, foi o fim do sonho Hippie.


Porém, a mais pesada das histórias conectada a canção, trata da história de Marry Clayton, cantora que integrou as Raylattes, cantoras de apoio da banda de Ray Charles que por sugestão do produtor Jimmy Miller, que também tocou percussão na canção,foi chamada para cantar um dueto com Jagger. Sua soprano arrepiante fez da música um clássico.

Grávida de seis meses durante a gravação, ela sofreu um aborto espontâneo quando retornou das sessões, culpando a grande pressão que sofreu em seu dueto com Jagger.

"Esse foi um período negro, escuro para mim, mas Deus me deu a força para superá-lo", lembrou em uma entrevista de 1986 com o Los Angeles Times. "Eu virei ao redor. Tomei isso como vida, amor e energia e dirigiu em outra direção, por isso não me incomoda a cantar "Gimme Shelter ' agora. A vida é curta como é e eu não posso viver no ontem. "



A letra;

Oh, a storm is threat'ning
My very life today
If I don't get some shelter
Oh yeah, I'm gonna fade away

War, children, it's just a shot away
It's just a shot away
Oh, see the fire is sweepin'
Our very street today
Burns like a red coal carpet
Mad bull lost its way

War, children, it's just a shot away
It's just a shot away
Rape, murder!
It's just a shot away
It's just a shot away

Rape, murder!
It's just a shot away 

The floods is threat'ning
My very life today
Gimme, gimme shelter
Or I'm gonna fade away
War, children, it's just a shot away
It's just a shot away
I tell you love, sister, it's just a kiss away
It's just a kiss away 

Curiosidade; Mesmo com a sua tragédia pessoal conectada a canção, Merry Clayton fez uma versão arrasadora da canção, lançada como single logo após a gravação dos Rolling Stones, em 1970. Mais recentemente, ela foi lembrada e celebrada no documentário 'A um passo do estrelato', onde fala mais de como foram as gravações da faixa. Além dela, o Sisters of Mercy e a diva Patti Smith também fizeram versões clássicas. Aqui no Brasil, a banda Camisa de Vênus fez uma releitura batizada de "Só o Fim", que não é assumidamente uma cover, mas a inspiração é óbvia. Clique nos links e confira.


Mais informações


E no blog;


This entry was posted on 4 de mar de 2015 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply