Músicas Para Salvar a Sua Vida; 'Femme Fatale', The Velvet Underground (1967)


Músicas Para Salvar a Sua Vida; 'Femme Fatale', The Velvet Underground (1967)


Faixa 3 do lado A do álbum 'The Velvet Underground & Nico',
Lançado em março de 1967 (Verve Records)
Composta por Lou Reed e Produzida por Andy Warhol e Lou Reed

A cena boêmia dos anos sessenta na América foi personificada por um homem: Andy Warhol. O artista marcou presença em inúmeros projetos, inclusive no cinema e na música. E foi na música que ele se viu envolvido com o Velvet Underground. Ele desempenhou um papel importantíssimo na formação da banda e é responsável pela icônica capa do primeiro álbum, 'The Velvet Underground & Nico' 

Porém, falando sobre a 'canção para salvar a sua vida' dessa edição, precisamos mencionar Edie Sedgwick, uma das estrelas de Warhol e, como consequência, uma das musas da cena de Nova Iorque daquela época. E é sobre ela 'Femme Fatale', uma das mais belas composições do mestre Lou Reed.

'Andy me pediu uma canção sobre ela', conta Reed. 'De que tipo?', retrucou. Ai, Warhol soltou a frase que definiria a canção 'Você não acha ela uma Femme Fatale?'. Nascia ali uma das mais belas e românticas canções de todos os tempos. O detalhe, é que não foi Lou que gravou os vocais da canção, e sim Nico, outra modelo que se envolveu com o Velvet Underground através de Warhol.

A letra deixa para a imaginação a sedução que Sedgwick impunha ao sexo oposto. Ela é retratada como a própria tentação, um objeto do desejo inalcançável.

'As coisas que faz para agradar são só para provocar...'


Depois de participar de alguns filmes experimentais de Warhol, entre eles 'Poor Litle Rich Girl' e 'Beauty n° 2', ela morou no famoso e decadente Chelsea Hotel, lar de muitos artistas e vagabundos profissionais da época. O verdadeiro berço da contracultura norte-americana. Lá, teve uma breve ligação com Bob Dylan. Relação encurtada pelo abuso de drogas da modelo, não tolerada na época por ele.

Seus últimos anos foram infelizes; Voltou para Califórnia, onde sua família cuidou dela enquanto sua saúde se deteriorava. Viveu entrando e saindo de clínicas psiquiátricas no final dos anos sessenta. Mesmo assim, conseguiu se casar com um colega de tratamento, Michael Post, em 1970.

Morreu dormindo aos 28 anos, em 1971, de causa não determinada.

Em 2006, o filme biográfico 'Factory Girl' ('Uma Garota Irresistível', aqui no Brasil) foi lançado com Sienna Müller fazendo o papel de Edie. Saiba mais sobre o filme aqui



A Letra
Here she comes, you better watch your step
She's going to break your heart in two, it's true
It's not hard to realize
Just look into her false colored eyes
She builds you up to just put you down, what a clown

'Cause everybody knows (She's a femme fatale)

The things she does to please (She's a femme fatale)
She's just a little tease (She's a femme fatale)
See the way she walks
Hear the way she talks

You're put down in her book

You're number 37, have a look
She's going to smile to make you frown, what a clown
Little boy, she's from the street
Before you start, you're already beat
She's gonna play you for a fool, yes it's true

'Cause everybody knows (She's a femme fatale)

The things she does to please (She's a femme fatale)
She's just a little tease (She's a femme fatale)
See the way she walks

Hear the way she talks

Curiosidade; Dezenas de bandas foram direta ou indiretamente influenciadas pelo Velvet Underground. Sendo assim, várias fizeram versões de várias canções da banda. Porém, 'Femme Fatale' é, sem dúvida, a com maior número de versões. Entre as principais, estão R.E.M., Teenage Fanclub, Smashing Pumpkins, Concrete Blonde, Beck, Tracey Thorn, Tom Tom Club, Duran Duran, Aloe Blacc e Big Star, que talvez tenha feito a versão mais conhecida.


Mais informações;

This entry was posted on 13 de mai de 2015 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply