Black Honey (Brighton, UK)


Black Honey (Brighton, UK)

Os anos noventa são, hoje em dia, a referência da molecada que ainda empunha guitarras e esmurra baterias com orgulho no peito. Todas as bandas do underground, surgidas ou consumadas naquela década, respiram vivas nas vozes da maioria das melhores promessas do momento. E o Black Honey não é diferente.

Uma das definições sobre a banda ; 'Se a Lana Del Rey estivesse em uma banda shoegaze'. Faz sentido. Mas é limitar o escopo das influências óbvias que Izzy Baxter, (vocais e guitarra) Chris Ostler (guitarra), Tommy Taylor (baixo), Tom Dewhurst (bateria) possuem; Uma delas é o recém-reformado Lush. Aliás, o selo 4AD, famoso não só pelo próprio Lush, mas por Pixies e Throwing Muses, é a casa óbvia da banda, nos remetendo a uma época que podíamos comprar no selo que vinha na parte de trás do disco, como a Sub Pop e a Wax Trax!


'Madonna', de seu primeiro EP de 2014, queima lentamente, em um tom empoeirado, David Lynch. Seu mais recente single, 'Corrine', tem a guitarras de uma época passada onde o My Bloody Valentine atingiria hipoteticamente o estrelato. Mas é Pop. É pra cantar junto. 

Títulos como 'Sleep Forever' e 'Bloodlust' não entregam a maior parte do jogo; Peso narcótico e promessa hipnótica. A estrutura tipicamente circular e repetitiva atinge exatamente o que se quer. Porém, a banda tem tudo pronto pra ser grande. Claro, em um mundo onde o Fábio Massari ditaria tendências e ainda usaríamos o Disk MTV para pedirmos nossas músicas preferidas. Viva a guitarra!

Confira a página da banda no Soundcloud 



Mais informações;


This entry was posted on 8 de dez de 2015 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply