Discoteca Básica; 'The Essential One & Only Jerry Lee Lewis', Jerry Lee Lewis (1985)



Discoteca Básica; 'The Essential One & Only Jerry Lee Lewis', Jerry Lee Lewis (1985)


Um minuto e 51 segundos. Foi o tempo que Jerry Lee Lewis demorou para contar certo por teclas tortas toda a história do rock'n'roll em "Great Balls Of Fire", o menor manifesto definitivo da música pop. Martelando seu piano, ele tornou-se o "Killer" ("assassino") que matava seis milhões de fãs com bolachas de menos de dois minutos. Porém, não há um álbum que contenha todas as obras-primas desse filho de Ferriday, na Louisiana, e aqui as coletâneas são violências necessárias para se conhecer toda a extensão de suas loucuras.

The Essential One & Only Jerry Lee Lewis é uma das várias compilações com o melhor do estuprador de pianos, abrangendo material de 56 a 62. Óbvio: como ele sempre foi incomparável, qualquer uma delas teria suas ausências, aqui plenamente compensadas pelas vinte pérolas de Jerry Lee. Melodias que duravam menos que um beijo e traziam o dinheiro que caia pelas suas calças justas, nos primeiros acordes da indústria do rock. Que ganhou muito com ele, mas só retribuiu com alguns discos de ouro.

Mas o verdadeiro toque dourado estava na revolução de "Great Balls Of Fire". Otis Blackwell e Jack Hammer escreveram a canção para a fúria profana de Jerry Lee. As lambadas demoníacas que extraia do piano levaram o seu primo - o pastor televisivo Jimmy Swaggat - a perguntar "como estaria a alma de Lewis?" Ele respondia à sua maneira: acelerando o Cadillac branco pelas ruas de Memphis e assobiando "Breathless".

Seu primeiro compacto, o "Crazy Arms", foi gravado em 56 no mágico estúdio de Sam Phillips, naquela cidade. Na mesma gravadora Sun, onde pouco antes garotos como Elvis Presley, Johnny Cash, Roy Orbison e Carl Perkins revelavam o rock'n'roll. Os "braços loucos" de Lewis era um r&b com sotaque country. A canção não chegou a parada alguma, nem mesmo às especializadas em country, por ser considerada "muito vulgar" pelo gosto médio americano.

Mas com "Whole Lotta Shakin' Goin' On", seu segundo single, a história foi diferente: com um minuto a mais do que as "grandes bolas de fogo", a canção vendeu seis milhões de cópias nos EUA, em 57. Primeiro lugar na parada de country'n'western, terceiro na de pop, o disco ficou trinta semanas nas listas dos mais vendidos.

"Great Balls Of Fire" (o terceiro compacto) repetiu a dose, bem como "Breathless", "High School Confidential" e outros incontáveis hits ao longo de sua carreira, celebrizada pelo diretor americano Jim McBride no filme Great Balls Of Fire (89), com Dennis Quaid no papel de Lewis e o próprio regravando alguns de seus sucessos na trilha sonora.

Jerry Lee escancarou as portas do mercado fonográfico ao subvertê-lo. Queriam mais um guitarrista: ele era um pianista de dedos cheios. Alegre e sensual como o rock'n'roll. Ao tocar seu instrumento, o "Killer" sugeria algo que fosse feito com a amante. Nos momentos mais alucinados, poderia fazer Elvis parecer um escoteiro ajudando uma mãe americana a atravessar a rua. Afinal, ninguém cantava e tocava como ele pecava. 

Mauro Beting (Revista Bizz, edição 85,Agosto de 1992) 

Tracklist

01. Great Balls of Fire
02. Whole Lotta Shakin' Goin' On
03. Breathless
04. Lovin' Up a Storm
05. Wild One (Real Wild Child)
06. Milkshake Mademoiselle
07. That Lucky Old Sun
08. Good Golly Miss Molly
09. Big Legged Woman
10. High School Confidential
11. What'd I Say
12. Sweet Little Sixteen
13. Baby Baby Bye Bye
14. It'll Be Me
15. Break Up
16. I'll Make It All Up to You
17. I'm Throwing Rice (At the Girl I Love)
18. Crzy Arms
19. I'll Sail my Ship Alone
20. You Win Again

(Obs.; O player não é da mesma coletânea, porém contem todas as faixas)

Mais informações

Popular Posts

Música + Cinema; 'Cadillac Records', (2008) (Torrent Download + OST)

Música + Cinema; 'Some Kind of Monster', Metallica (2004) (Download Torrent)

As Favoritas de... Black Francis (Pixies)