O Mundo Maravilhoso das Capas de Disco; 'Sticky Fingers', The Rolling Stones (1971)



O Mundo Maravilhoso das Capas de Disco; 'Sticky Fingers', The Rolling Stones (1971)

'Sticky Fingers' é um ícone da cultura das capas de álbums. Se tornou quase tão famosa quanto a famosa ilustração 'Tongue & Lips', que acompanha a banda há décadas.

Recriando o conceito usado por Andy Warhol no álbum 'The Velvet Underground & Nico', de alguns anos antes, o disco trazia uma capa dupla que proporcionava uma espécie de 'interatividade' com o ouvinte. Se no primeiro, podíamos descascar uma banana, nesse abaixávamos um zíper das calças de Mick Jagger ,revelando (olhem só!) cuecas brancas por debaixo, assinadas por Warhol.

 
Obviamente, os Stones queriam forçar ainda mais sua reputação de bad boys, tendo a banda recusado várias outras propostas para a capa em prol da ideia de Warhol. Porém, curiosamente, a foto não é dele, e sim de Billy Name. E não, não era Jagger na foto. Não é certo quem era, mas presumidamente Joe d'Alessando, um dos atores/modelos da Factory é o dono da cintura.


A capa se tornou um objeto de veneração, primeiro, pelo óbvio aspecto sexual provocativo e em segundo, pelo sub-texto de invasão de privacidade que a fama proporciona. Fama que transforma artistas em bens de consumo. Esta foi uma declaração bastante crítica na verdade, que ainda ressoa fortemente hoje em dia. Em um período em que a venda de si mesmo tornou-se cada vez mais alienante, tanto quanto artisticamente inútil: estrelas atuais estão oferecendo seus corpos para os seus seguidores, mas sem a "desculpa" de empurrar as fronteiras em prol da libertação sexual, ou por algum avanço artístico da sociedade. A maioria deles só o faz por fama e dinheiro. Mas, ao mesmo tempo, alguns deles não concordam em se tornar um objeto de curiosidade na mídia ... um fato paradoxal que esta capa enfatizou de forma inteligente, só que em 1971!A capa, obviamente, sofre censura nas lojas, principalmente nos Estados Unidos. Houveram inclusive capas alternativas na Espanha, Itália e Alemanha.


Espanha, aliás, que durante a ditadura militar, proibiu não só capas, mas canções como 'Sister Morphine' e 'Let It Rock'




Mais informações;

This entry was posted on 6 de dez de 2016 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

2 Responses to “O Mundo Maravilhoso das Capas de Disco; 'Sticky Fingers', The Rolling Stones (1971)”

Leave a Reply