O Mundo Maravilhoso das Capas de Discos; 'Horses', Patti Smith (1975)


O Mundo Maravilhoso das Capas de Discos; 'Horses', Patti Smith (1975)

Foto e design de Robert Mapplethorpe

O retrato simples em preto e branco na capa da Horses foi feita por Robert Mapplethorpe, Amigo, confidente e amante de Patti Smith nos anos setenta. Smith conheceu Mapplethorpe em seu primeiro dia em Nova York em 1967, e logo se tornaram amigos íntimos , mesmo compartilhando o quarto mais pequeno no Chelsea Hotel (como era tudo o que eles podiam pagar), onde eles iriam ficar acordado a noite toda e trabalhar em suas respectivas formas de arte. Mapplethorpe descreveu suas colaborações com Smith "É como tomar drogas , você está em um lugar abstrato e é perfeito".


Na época da foto, em 1975, Smith estava se tornando bem conhecida no circuito underground de Nova York, junto com outras bandas como Blondie e Ramones. Ela costuma declamar suas poesias nos intervalos dos shows, principalmente, no lendário clube CBGB, berço do movimento de rock alternativo no meio dos anos setenta.

A foto é uma Polaroide com a luz natural no apartamento. A gravadora fez tentativas de alterar a imagem, mas Smith não permitiu. Segundo Smith, só Mapplethorpe podia fotografá-la. 
O relacionamento dos dois foi de uma profundidade e de uma complexidade tocantes. No livro autobiografico 'Só garotos', Patti conta com detalhes esse relacionamento, até a morte deMapplethorpe em 1989, aos 42 anos, por complicações relacionadas ao vírus da AIDS
. Leitura obrigatória que mais para frente também será mencionada no Desconstruindo o Pop!


Curiosidade;  Patti Smith nunca teve a intenção de ser uma Rock Star; Poetisa admiradora do francês Rimbaud, ela foi levada a música por Tom Verlaine, guitarrista e seu futuro marido, que começo a musicar seus textos. O disco é um clássico absoluto de todos os tempos.



This entry was posted on 12 de nov de 2015 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply