Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Discoteca Básica; 'Electric Ladyland', The Jimi Hendrix Experience(1968)

Imagem
Discoteca Básica; 'Electric Ladyland', The Jimi Hendrix Experience(1968) Hendrix transformou a linguagem e expandiu os horizontes da guitarra elétrica no rock. Sua concepção musical transpunha as fronteiras das classificações, resgatando toda a tradição da música negra, ao mesmo tempo que apontava as principais tendências que viriam a emergir na década de 70 (heavy metal, jazz-rock, progressivo). A naturalidade com que arrancava - de inúmeras maneiras - inacreditáveis solos de sua Fender e criava melodias com efeitos de pedais e microfonias, era espantosa. Jimi ao vivo - incendiário em Monterey ou lançando bombas no Hino Nacional americano em Woodstock - fazia de sua guitarra uma extensão de seu próprio corpo e alma. Mas também existia um "outro" Jimi: aquele dos estúdios e jam sessions, um experimentador fascinado pelo desenvolvimento das técnicas de gravação e efeitos, e que mais tarde montaria seu próprio estúdio (o Electric Lady, em Nova York). A inte

Favoritos da Casa; Alabama Shakes (Athens, Alabama, USA)

Imagem
Favoritos da Casa; Alabama Shakes (Athens, Alabama, USA) Ouvir músicas nos últimos anos tem sido uma experiência initerrupta de deja vú; Tudo é muito algo que já foi muito antes. Antigamente, a cada dez anos, tinhamos as referências sendo voltadas para vinte anos antes. Duvida? É só pegar a década de sessenta e o seu revival do blues e country dos anos 40, os anos 70 copiando o glamour visual dos anos 50. Os anos 80 com seu pop-chiclete diretamente tirado da década de 60, os 90 e sua reverência ao Hard Rock e ao Punk dos 70 e, finalmente, os anos 2000, moldados pelos 80. Mas nesta nova década, tem sido difícil estabelecer alguma conexão, até porque, mantendo a lógica, voltaríamos aos 90. Neo Grunge? Lo-Fi? Eletronico? Mas, ao invés disso, o que temos visto é uma volta ao todo, como se todas as décadas passadas tivessem seu lugar nesse imenso mundo de músicas de barreiras quebradas. É fácil achar referências aos 50 (Laine Lane), 60 (Stripes), 70 (Black Keys), 80 (H

Original of the Species; Songs that Inspired U2 (playlist especial para o Spotify)

Imagem
Original of the Species; Songs that Inspired U2 (playlist especial para o Spotify) Através dos anos, o U2 fez várias versões de outros artistas, gravadas e lançadas oficialmente ou executadas ao vivo. Além disso, Bono adora citar trechos de letras no meio dos clássicos da banda, quase se apropriando de algumas delas a ponto de vários fãs se surpreenderem quando descobrem que aqui não foi escrito por ele.  Nessa playlist especial para o Spotify, reunimos 200 canções gravadas, tocadas, citadas ou sampleadas pelo U2 através dos anos... Para os fãs, uma viagem pelo gosto pessoal da banda. Para os não fãs, um ótimo momento para descobrir o que inspirou os quatro irlandeses. Confira!

Música + Cinema; 'God Help the Girl', de Stuart Murdoch (2014)

Imagem
Música + Cinema; 'God Help the Girl', de Stuart Murdoch (2014) Depois de quase uma década alimentando o sonho de fazer um musical ambientado na sua Glasgow natal,  Stuart Murdoch , líder da banda escocesa  Belle & Sebastian , viu seu primeiro filme como diretor,   God Help The Girl , ser recepcionado com aplausos calorosos no  Festival de Berlim . A história de três jovens perdidos que são unidos pelo desejo de viver de música abriu a sessão Generation da Berlinale, dedicada para filmes de temática jovem. God Help The Girl  parece uma história não muito incomum a muitos adolescentes de hoje: Eve ( Emily Browning ) é uma linda e deprimida menina que conhece James ( Olly Alexander ), tímido, magrelo e sensível, em um show. Os dois ficam amigos, ele se apaixona pela voz e a intensidade da menina recém-saída de uma clínica de reabilitação para tratamento de anorexia. James, obviamente, não é o único admirador da bela cantora e, com o tempo, acaba relegado à temida fri

Shows Completos + Downloads; The National, ao vivo no Sidney Opera House, Austrália - 08-02-2014

Imagem
The National, ao vivo no Sidney Opera House, Austrália - 08-02-2014 Poucas bandas hoje em dia conseguem criar o clima de comunhão total entre público e banda como o National. Nesse show, que foi transmitido em streaming pelo YouTube, a banda mostra o tamanho do repertório que tem, mesmo deixando tantas músicas espetaculares de fora. Setlist CD 1 1.      Don't Swallow the Cap 2.      I Should Live in Salt 3.      Mistaken For Strangers 4.      Bloodbuzz Ohio 5.      Demons 6.      Sea of Love 7.      Hard To Find 8.      Afraid of Everyone 9.      Conversation 16 10.   Squalor Victioria 11.   I Need My Girl (Scott's a Bitch) 12.   This is the Last Time 13.   (banter) 14.   Lean 15.   Abel CD 2 16.   Slow Show 17.   Apartment Story 18.   Pink Rabbits 19.   England 20.   Graceless 21.   About Today 22.   (banter) 23.   (I Creep Bryan's Kids) Fake Empire 24.   (banter) 25.   Learning (Perfume Genius cover)

Discoteca Básica; 'The Sun Sessions', Elvis Presley (1976)

Imagem
Discoteca Básica; 'The Sun Sessions', Elvis Presley (1976) Como quase tudo no rock'n'roll, é uma história cercada de lenda. Sam Phillips, dono de uma gravadora em Memphis, queria "encontrar um branco com o som e o sentimento de um negro, para ganhar um milhão de dólares". Elvis Presley, um jovem aspirante a cantor, queria ter o melhor carro da cidade. O encontro dos dois assumiria uma dimensão mitológica. Mas não aconteceu facilmente.  Tudo começou numa tarde do verão de 53. Elvis, 18 anos, chofer de uma firma de artigos elétricos, estacionou a caminhonete da companhia na sua hora de almoço em frente da Memphis Recording Service, uma subsidiária da gravadora Sun, de Sam Phillips. Ali, pagando quatro dólares, qualquer um podia gravar qualquer coisa num disco de acetato de dez polegadas. Quem cuidava do serviço para Sam era Marian Keisker, ex-Miss Rádio de Memphis, que ficou impressionada com a voz de Elvis. Marian pegou o endereço e o telefo