Discoteca Básica; 'Greatest Hits', Diana Ross & The Supremes (1967)

Discoteca Básica; 'Greatest Hits', Diana Ross & The Supremes (1967)
Durante os anos 60, os Beatles só tinham dois concorrentes em matéria de sucesso: Beach Boys e Supremes. O girl group mais bem sucedido da história foi responsável, nos EUA, por um total de doze primeiros lugares e vinte músicas no Top Ten.

Sua figura principal era Diana Ross, uma garota carismática, ambiciosa, esperta e com olhos gigantescos. Em 59, com amigas de vizinhança do conjunto habitacional Brewster - igual a dezenas da feiosa Detroit - formou o grupo vocal The Primettes. Por dois anos pastaram em ensaios, bailinhos e concursos de calouros até que em 61 foram contratadas pela Motown. Viraram então The Supremes.

Florence cantava melhor e Mary Wilson era mais bonita, mas era óbvio que quem tinha a estrela estampada na testa era Diana. Berry Gordy - dono, fundador e mentor da Motown - sabia disso desde o início, por isso a colocou como vocalista principal do grupo, apesar do ressentimento e reclamações de Florence.

Depois de alguns singles fracassados, Gordy resolveu jogar as Supremes nas mãos de um trio de compositores/produtores promissores: Eddie Holland, Lamont Dozier e Brian Holland.

Foi um casamento dos céus. A partir do terceiro single produzido pelo trio, "Where Did Our Love Go?", as Supremes iniciaram sua conquista do mundo. Foi o primeiro de uma seqüência de cinco números um americanos ("Baby Love", "Come See About Me", "Stop! In The Name Of Love", "Back In My Arms Again"). No período 66/67, o grupo teria mais quatro músicas seguidas em primeiro: "You Can't Hurry Love", "You Keep Me Hangin'On", "Love Is Here And Now, You're Gone" e "The Happening".

Com esses sucessos, H-D-H estabeleceram os padrões do que ficou conhecido como o som Motown: um modelo de pop perfeito, que foi seguido por quase todo o mundo que queria se dar bem no ramo nas próximas décadas.

A Motown teve sensibilidade para o momento conseguindo se tornar, como seu slogan apregoava, "o som da América jovem". Havia energia e a simplicidade do rock'n'roll (ou rhythm'n'blues), mas havia também uma sofisticação que refletia os gostos da nova juventude urbana, basicamente de classe média - tanto branca como negra. E nada melhor que os vocais doces das Supremes para fazer esse crossover. O segredo da confecção era alcançar a genialidade a partir da simplicidade: bastam os três ou quatro acordes certos e a química acontece.

Características clássicas do Motown sound incluíam seção rítmica bem à frente, independência da linha de baixo cm relação à batida, elementos mais refinados como violinos e sopros e refrãos imediatos. A produção era redondinha, bem polida e equilibrada.
Além da influência musical da Motown, Diana Ross lançou uma escola de vocal pop, leve e agudo (seguido por milhares de cantoras como Madonna e Jody Watley). Os conceitos de sofisticação, cuidado e limpeza na música, até então inéditos no pop negro - sempre associado à rusticidade e agressividade -, viraram regra no setor: de Isaac Hayes ao som da Philadelphia, da disco à garage house, do swingbeat a Earth, Wind & Fire.

Esta compilação fecha no último single das Supremes ("The Happening"), antes de serem rebatizadas de Diana Ross & The Supremes. Gordy concretizava aí a ideia de trazer a verdadeira estrela para frente, preparando-a para uma milionária carreira solo.

As Supremes ainda teriam alguns sucessos sem Diana, até meados dos anos 70 e depois passariam a viver de shows de revival. Da formação original só ficou Mary Wilson. E dos anos dourados de sua carreira restaram alguns dos mais sublimes singles da história.

Camilo Rocha (Revista Bizz, edição 81,Abril de 1992)


Tracklist;

1. When The Lovelight Starts Shining Through His Eyes
2. Where Did Our Love Go
3. Ask Any Girl
4. Baby Love
5. Run, Run, Run
6. Stop! In The Name Of Love
7. Back In My Arms Again
8. Come See About Me
9. Nothing But Heartaches
10. Everything Is Good About You
11. I Hear A Symphony
12. Love Is Here And Now You're Gone
13. My World Is Empty Without You
14. Whisper You Love Me Boy
15. The Happening
16. You Keep Me Hangin' On
17. You Can't Hurry Love
18. Standing At The Crossroads Of Love
19. Love Is Like An Itching In My Heart
20. There's No Stopping Us Now

Mais informações;

Popular Posts

Música + Cinema; 'Cadillac Records', (2008) (Torrent Download + OST)

Música + Cinema; 'Some Kind of Monster', Metallica (2004) (Download Torrent)

Disco da Semana: 'Achtung Baby : 20th Anniversary Super Deluxe Edition' (2011)